Conhece as melhores ferramentas para afiliados

Saber Mais


	

Como se Tornar Mais Inteligente e o quanto isso afeta seus resultados no marketing digital

Tempo de leitura: 10 min

Escrito por Carlos Lourenço
em abril 30, 2021

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Compartilhe agora mesmo:

O conhecimento é uma das coisas mais valiosas que podemos ter.

Esse recurso é capaz de mudar a vida das pessoas em vários sentidos, e por conta disso as pessoas gastam bastante tempo e recursos tentando descobrir como se tornar mais inteligente.

A inteligência é a qualidade essencial que nos diferencia das outras formas de vida e espécies presentes em nosso planeta.

Apesar de não contar com grandes habilidades físicas em comparação com outras espécies, a inteligência nos deu grande vantagem.

É por isso que a raça humana é hoje a espécie dominante no planeta e consegue sobreviver em praticamente qualquer ambiente que encontre.

A inteligência é a maior arma que podemos ter.

Mas a inteligência não é uma característica que passa geneticamente de pai para filho, afinal de contas o nosso cérebro é parecido com um músculo e se desenvolve através de exercícios, ou seja, é possível se tornar mais inteligente desde que a pessoa deseje.

De acordo com alguns estudiosos a inteligência é múltipla, ou seja, existem várias espécies de intelecto, sendo que cada pessoa tem mais afinidade com uma espécie de inteligência diferente, mas todas podem ser direcionadas para se aprimorarem mutuamente.

A pessoa que busca uma forma de como se tornar mais inteligente precisa saber identificar com qual área do conhecimento mais se identifica, ou quais são seus pontos fortes em sentido intelectual.

O conhecimento é um recurso muito volátil, de maneira que quando não usamos algo que aprendemos esse conhecimento tende a se esgotar ou se perder na nossa mente.

O nosso cérebro é uma ferramenta de armazenamento de informações sem igual.

Mas para facilitar a prática de algumas atividades rotineiras ele exclui gradualmente informações que nós não entendemos como sendo relevantes ou importantes para a nossa vida.

Acontece que nem todas as informações são excluídas, algumas coisas são guardadas em pontos de armazenamento do nosso cérebro que são acessados com uma frequência menor e por isso temos a sensação de que não sabemos nada a respeito de um assunto.

Existe uma teoria que compara o nosso cérebro a um depósito de caixas.

De acordo com essa teoria, nosso subconsciente organiza as informações de acordo com tópicos de similaridade, então conhecimentos específicos são agrupados em algumas áreas.

Assim, como em um depósito as caixas são empilhadas para poupar espaço, os conhecimentos são empilhados em nosso cérebro para poupar espaço, como consequência, as informações que usamos com uma frequência menor ficam na base da pilha.

As caixas mais difíceis de abrir são aquelas que ficam na base das pilhas e elas tendem a ser as mais danificadas, por conta do peso das outras.

O conhecimento é igual, quanto menos usamos mais danificado ele fica.

Saber disso pode te ajudar a entender como se tornar mais inteligente, afinal de contas, você vai precisar definir quais conhecimentos são mais importantes para você e como garantir que nenhuma caixa passe muito tempo sem ser aberta, por assim dizer.

Felizmente existem técnicas que ajudam as pessoas a organizar melhor as informações em suas mentes e como consequência, ficarem mais inteligentes. 

Entendendo Seu Intelecto

A primeira coisa que precisamos fazer é entender o nosso intelecto, ou seja, como a nossa mente funciona.

Você até consegue sem um bom motorista sem saber como o carro funciona, mas não dá pra ser um motorista excepcional sem conhecer o veículo.

Da mesma maneira funciona com a nossa mente, nós usamos ela o tempo todo, mas muitas vezes não temos ideia de como nossos raciocínios são formados, como podemos potencializar nossas ideias e às vezes nem sabemos como nos concentrar.

Conhecer a mecânica do seu pensamento é muito importante para definir como se tornar mais inteligente no seu caso.

Por isso, tente identificar como seu cérebro funciona ao se deparar com situações complexas ou desafiadoras.

Para alguns estudiosos a nossa mente funciona de duas maneiras.

A primeira é através de raciocínio lógico, que é a construção ordenada de ideias que nós entendemos como premissas verdadeiras.

A segunda maneira é através de raciocínio intuitivo, ou seja, com base em nossos sentimentos, emoções e costumes.

O raciocínio intuitivo é menos assertivo que o lógico, mas ainda assim é importante no nosso processo de tomada de decisões.

Essas duas formas de raciocinar são diferentes de diversas formas, mas a maior diferença está na velocidade em que as ideias são construídas.

O raciocínio lógico precisa de tempo para ser construído, enquanto o raciocínio intuitivo é praticamente instantâneo.

Quando nós precisamos dar uma resposta rápida para a qual não nos preparamos com antecedência geralmente usamos o raciocínio intuitivo para responder.

Mas quando é uma questão complexa é inevitável usar o raciocínio lógico.

Sabe dessas duas formas de pensar é o passo para descobrir como se tornar mais inteligente, mas ainda é necessário refinar essas formas de pensar para que as duas fiquem mais exatas.

Existem algumas técnicas que podem nos ajudar a fazer o pensamento intuitivo ficar mais lógico, ou seja, mesmo quando formos obrigados a dar respostas rápidas vamos conseguir dar respostas mais exatas e lógicas.

Nós também podemos tornar o nosso pensamento lógico mais rápido, fazendo com que o tempo para construir uma ideia bem fundamentada reduza bastante, e com isso vamos conseguir aprimorar nossa inteligência.

Vamos considerar alguns métodos e exercícios para nos ajudar a melhorar nosso potencial de raciocínio e usar melhor nossas habilidades de construção de ideias.

Faça Perguntas

 

Se formos criar uma lista de como se tornar mais inteligente, precisamos colocar as perguntas entre os exercícios que vão nos ajudar a alcançar esse objetivo, afinal de contas nós somos criaturas comunicativas.

Muitas vezes nós precisamos buscar informações fora do nosso cérebro, e é através das perguntas que conseguimos especificar quais são as informações que nós precisamos.

Perguntas bem feitas trazem respostas mais completas e satisfatórias.

É por isso que precisamos aprender a fazer boas perguntas.

Veja o seu caso como exemplo. Você quer melhorar a forma como usa o seu cérebro, então você está pesquisando como se tornar mais inteligente.

O seu objetivo é descobrir as melhores estratégias para usar o cérebro de maneira mais eficiente e conseguir alcançar resultados mais precisos.

A pergunta é uma excelente forma de encher o nosso depósito de conhecimento.

Fazer perguntas vai ajudar seu cérebro a organizar melhor as informações e ficar preparado para compartilhar elas quando outras pessoas precisarem.

É por isso que não podemos aceitar qualquer resposta de maneira imediata.

Um computador, por exemplo, não dá pra armazenar informações nele sem antes fornecer algumas respostas importantes para que o sistema reconheça essas informações.

Vamos imaginar um arquivo de texto.

Quando nós criamos um artigo de texto, precisamos dar um nome para o arquivo antes de salvar.

Por que? O computador precisa saber o nome do arquivo porque se alguém procurar por ele fica mais fácil localizar.

O nosso cérebro é infinitamente mais poderoso do que um computador, é por isso que precisamos fazer perguntas, com elas vamos ter mais facilidade de localizar as informações que estão armazenadas em nossa mente.

Além disso, fazer perguntas nos ajuda a garantir que estamos recebendo informações corretas. Imagine que você leia em algum lugar que beber água com sal faz bem pra saúde.

Se você não se perguntar o porquê, ou a origem da informação, você pode se prejudicar.

As perguntas são formas de analisar as informações com base em outros conhecimentos que nós já temos e assim definir se uma informação é verdadeira ou falsa.

Leia com Frequência

Outra boa estratégia de como se tornar mais inteligente é através da leitura.

Tendo em vista que nosso cérebro é um órgão e que se cansa com o excesso de uso, os seres humanos perceberam que armazenar as informações em forma escrita  é uma boa estratégia.

Todo conhecimento científico, filosófico e histórico da humanidade é convertido em textos.

Isso acontece a muitos anos, os textos fazem com que as pessoas tenham facilidade de acessar informações que não estão em seus arquivos mentais.

Dá pra comparar a leitura ao download de informações.

Sempre que lemos nós conseguimos atualizar as informações que já estão na nossa mente e garantir que vamos usar essas informações com mais facilidade.

A leitura é uma habilidade impressionante que o ser humano possui.

É claro que precisamos desenvolver essa habilidade, mas a leitura é fundamental para o aprimoramento da inteligência.

Já notou que à medida que cresce você não lê as palavras por inteiro? Isso acontece porque o nosso cérebro começa a reconhecer as palavras como símbolos, então quando vemos uma palavra imediatamente reconhecemos ela.

Mas quando nos deparamos com uma palavra que nunca vimos, precisamos ler e entender o significado que ela possui e então armazenamos esse significado em nossa mente, é por isso que a leitura é uma habilidade que depende de conhecimento prévio.

Para entendermos um texto precisamos ter o mínimo de conhecimento para interpretar o texto.

Esse conhecimento prévio é como uma chave de interpretação que nos permite acessar as informações de um texto, e quanto mais nós lemos mais chaves temos.

Compartilhe Informações Com Outros

Saber como se tornar mais inteligente é o mesmo que saber organizar bem as informações que nós temos em nosso cérebro.

Como mencionamos anteriormente, nosso cérebro é como um depósito de informações que podem ser acessadas.

Quando nos relacionamos com as pessoas é como se nós trocássemos informações para beneficiar os dois lados.

As informações estão em nossa mente esperando para ser usadas, e à medida que compartilhamos com outros nós usamos essas informações.

Além disso, a comunicação é uma forma de troca de informações.

Sempre que disponibilizamos informações para alguém nós recebemos informações em troca, e essas informações enriquecem nosso depósito.

Uma boa forma de garantir a qualidade das informações que vamos armazenar é procurar pessoas que tenham o mesmo objetivo que nós temos.

Essas pessoas costumam compartilhar as informações que nós precisamos.

A comunicação é uma forma de conectar a nossa mente à de outras pessoas e com isso nos tornar mais inteligentes através de um trabalho coletivo, onde nós ajudamos a desenvolver a mente de outras pessoas e elas ajudam a desenvolver a nossa mente.

Outra maneira de aumentarmos a nossa inteligência é ensinar a outras pessoas assuntos específicos.

Quando vamos ensinar alguma coisa para um colega ou um aprendiz, nós revisamos as informações que temos em nossa mente sobre o assunto.

Além disso, as dúvidas que a pessoa possui pode lançar luz sobre aspectos daquele assunto que nós ainda não havíamos considerado antes.

Às vezes as pessoas podem nos fazer perguntas que nós nem imaginamos que sabemos responder.

Esse tipo de vivência pode aprimorar nosso conhecimento e nos ajudar a traçar uma boa estratégia de como nos tornar mais inteligentes.

É por isso que normalmente as pessoas que são especialistas em um assunto ensinam a outros.

Exercite seu Conhecimento e seu Cérebro

Outra maneira de como se tornar mais inteligente é através de exercícios mentais.

Exercitar nossa mente pode ser uma excelente maneira de aprimorar nossa inteligência. A prática faz com que as informações se fixem com mais facilidade.

É por esse motivo que muitos educadores estimulam seus aprendizes e alunos através de atividades. Essas atividades são conhecidas como exercícios de fixação.

Mas não são apenas as atividades didáticas que exercitam o nosso cérebro.

Alguns estudos têm apontado que treinar algumas habilidades pode ajudar no fortalecimento das conexões neurológicas e isso aumenta a capacidade de aprendizado.

Uma das atividades que têm esse potencial é o estudo de instrumentos musicais.

De acordo com pesquisas, pessoas que têm conhecimento e habilidades com instrumentos musicais costumam ter mais facilidade para lembrar de temas diversos.

A memória é um aspecto muito importante da inteligência e quando desenvolvemos técnicas para melhorar nossa memória podemos ficar ainda mais inteligentes do que já somos naturalmente.

Outra atividade que pode nos ajudar a ficar mais inteligentes é escrever.

Quando escrevemos as coisas que aprendemos estamos fixando a informação de duas maneiras, auditiva e visual, a junção dessas duas formas facilita a localização das informações.

Se você quer saber como se tornar mais inteligente, tente aplicar as sugestões apresentadas neste artigo.

Não deixe de compartilhar esse assunto e conversar sobre ele com outros, e em caso de dúvidas, basta deixar nos comentários, Negocio Online do Zero.

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.