Conhece as melhores ferramentas para afiliados

Saber Mais


	

Como escrever melhor artigos para vender produtos

Tempo de leitura: 10 min

Escrito por Fábio Vasconcelos
em janeiro 18, 2021

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Compartilhe agora mesmo:

Aprender como escrever melhor artigos voltados para vendas de produtos é uma forma de alavancar seus rendimentos como afiliado(a)/produtor(a).

Quantas vezes você entrou em uma página de vendas e ficou com vontade de comprar o produto mesmo não sendo o público ideal daquele nicho de mercado?

Quantas vezes você deixou de comprar um produto do qual é público ideal apenas porque a página de vendas não passou a segurança necessária para efetuar a compra?

Pnse, nesses dois extremos de um artigo de vendas.

Um que é capaz de vender um produto até para quem não tem interesse, e outro que tem público interessado, mas não consegue fazer a venda.

Qual a diferença entre essas duas supostas páginas de vendas?

A resposta para essa pergunta chama-se copy, e é um elemento de marketing que todo afiliado, ou produtor, precisa estudar ao longo de sua trajetória dentro do mercado de afiliados.

O que é copywriting e porque você precisa saber sobre o assunto

Copywriting é o estilo de escrita que é desenvolvida para fazer com que o público realize determinadas ações que nem ele mesmo sabia que queria realizar.

As palavras de ordem dentro desse estilo de escrita são persuasão e chamada para ação.

Não necessariamente uma copy precisa vender alguma coisa, ela pode chamar para se inscrever em uma lista de e-mails, ou oferecer informações relevantes para uma determinada ação futura.

As pessoas que dominam os elementos de copywriting são chamadas de copywriters e de acordo com sua experiência, podem ganhar muito dinheiro com um único texto.

As páginas de vendas de grandes cursos e produtos são feitas por esses profissionais e é por isso que às vezes temos vontade de comprar algo que nem estamos precisando.

Saber como usar os elementos de copywriting em sua produção de conteúdo é uma maneira de aprender como escrever melhor e entender o público a quem se destina sua produção.

U bom texto persuasivo possui gatilhos mentais adequados durante todo o texto, e mesmo assim parece que é apenas um texto comum.

Quando você visita uma página de vendas de um produto, do qual faz parte do público ideal, e não sente vontade de comprar, é porque a copy não ativou os gatilhos mentais corretamente.

O que são gatilhos mentais e como usá-los para saber como escrever melhor

Gatilhos mentais são palavras e expressões que despertam determinadas ações na mente do público.

Por exemplo, o gatilho da escassez, quando você está pensando em comprar algo e aí fica sabendo que o produto está acabando.

Mesmo que você não tenha dinheiro, dará um jeito de comprar apenas para não ficar sem.

Esse é um dos gatilhos mais poderosos e é muito usado nas páginas de vendas de cursos (o famoso “vagas limitadas”), e também em produtos físicos (temos apenas X unidades no estoque).

Outros tipos de gatilhos são mais sutis e podem ser usados ao longo de um texto que acaba convencendo a pessoa que ela precisa daquele produto.

Aqui temos que entender a diferença sutil entre persuasão e manipulação.

Persuasão é quando você dá mais motivos para a pessoa comprar alguma coisa que ela já estava interessada.

Também é quando você mostra para uma pessoa que ela precisa de um determinado produto para resolver um problema que ela adia sempre.

Manipulação é quando se sabe que o produto é ruim, mas faz de tudo para mostrar que é bom apenas para vender.

Também é quando pioramos uma situação apenas para a pessoa se sentir em perigo e comprar o que está sendo oferecido, pois irá deixa-la segura de alguma forma.

Manipular é mascarar a verdade para que o público pense estar diante de uma oferta ideal, quando na verdade está bem longe disso.

Como distinguir a manipulação da persuasão

Todo afiliado precisa saber interpretar as copys das páginas de vendas até mesmo para não promover produtos que possam manchar seu nome e reputação.

Um dos segredos de saber como escrever melhor é justamente esse, aprender a reconhecer um texto persuasivo, ou manipulador, quando vê um.

O primeiro sinal de que está diante de um texto manipulador é o excesso de expressões no superlativo (produto ótimo, fantástico, imperdível, etc).

Essas expressões são usadas com moderação nos textos persuasivos, apenas quando é mesmo necessário ressaltar alguma característica do produto.

Mas, nos textos manipuladores elas são usadas a todo momento, deixando a copy pesada e fantasiosa.

Outra coisa comum nos textos manipuladores é a ausência de elementos que comprovem a qualidade/funcionalidade do produto.

Ou seja, o produto ainda não foi testado, ou não existe uma satisfação genuína nas pessoas que usaram.

No lugar da prova social (depoimentos) poderão haver frases como “milhares de pessoas já se beneficiaram, etc), uma forma genérica de dizer que alguém usou e resolveu o problema, mas sem mostrar quem.

Durante uma copy manipuladora haverá muitos elementos linguísticos que passarão a sensação de pressa para vender.

Porque você precisa saber como escrever melhor um artigo de vendas

Se chegou até aqui, deve estar se perguntando porque você, como afiliado, precisa saber escrever artigos de vendas persuasivos, se isso quem tem que se preocupar é o produtor.

Uma coisa que vem acontecendo constantemente e que tende a piorar nos próximos anos, é que as redes sociais não gostam de links de afiliados nas postagens.

Como as redes sociais são o lugar principal para divulgação de conteúdo, é importante ter um blog, ou landing pages, ou mini sites para mandar o público.

Através dessas páginas intermediárias você agrada a política das redes sociais, e ao mesmo quebra possíveis objeções que o público possa ter quanto ao produto em questão.

Quando você cria um artigo de vendas/conversão muito completo e persuasivo pode até enviar o público direto para o checkout sem nem passar pela página de vendas oficial.

10 passos de como escrever melhor um artigo de vendas/conversão

Agora que você entendeu mais sobre copywriting, persuasão e gatilhos mentais, está na hora de conhecer 10 passos para escrever melhor seus artigos de vendas. Veja:

1 – Estude o público

Sempre que for promover um produto, dentro de qualquer nicho de mercado, é preciso fazer um estudo aprofundado do público desse nicho.

Sem conhecer as pessoas que compõem esse segmento de mercado, não conseguirá criar empatia, que é o elemento fundamental para estabelecer conexão com o público e passar-lhe segurança.

É sabido que as pessoas compram de quem elas confiam, como poderão comprar de você, se nem as conhece direito?

Então, levante tudo que puder sobre o público/avatar/persona que faz parte do nicho de mercado em questão, para só então começar a escrever para eles.

2 – Conheça o produto

Conhecendo o público será capaz de dizer se um produto é mesmo bom para ele, ou não.

Dentro de cada nicho de mercado existem dezenas de produtos diferentes prometendo resolver o mesmo problema.

É seu dever saber qual resolve mesmo para poder indicar com segurança para seu público.

Não tem nada mais efetivo para acabar com a credibilidade de alguém do que indicar alguma coisa ruim, ou que não faz o que promete.

Leia bem a página de vendas, encontre pessoas que já usaram o produto, vá até o Reclame Aqui, faça muitas pesquisas até ter certeza que aquilo é bom mesmo para o público.

3 – Leia outras copys

A forma mais prática para saber como escrever melhor um texto para vendas, é lendo outros textos que possuem a mesma finalidade.

Entre no maior número de páginas de vendas dentro do seu nicho de mercado e analise cada uma.

Tente encontrar os gatilhos mentais embutidos nos textos, reconheça a linguagem persuasiva que vende sem precisar vender realmente.

Todo escritor, antes de se tornar o que é, leu muito outros escritores.

Ler é a chave para escrever melhor qualquer tipo de texto, até mesmo um e-mail para a sua lista.

4 – Use storytelling

A contação de história é uma das formas de linguagem mais usadas em páginas de vendas e todo mundo que quer saber como escrever melhor precisa aprender usar esse recurso.

Criar uma personagem que já usou o produto e que tem os mesmos problemas do público é a forma mais efetiva de se conectar com essas pessoas.

Mostre que a personagem resolveu o problema usando o produto que está oferecendo, faça as pessoas se conectarem com essa representação, e logo as vendas começarão a acontecer.

5 – Linguagem Persuasiva

Como falei lá em cima, as páginas/artigos de vendas têm a função de mostrar o produto para o público de uma forma que ele não possa viver sem ele.

Muitos copywriters usam elementos de PNL – Programação Neurolinguística em seus textos, é interessante estudar um pouco disso também.

O que realmente importa na linguagem persuasiva é a sutileza de vender um produto, sem realmente usar elementos que façam as pessoas pensarem que estão diante de uma oferta.

É o famoso “vender sem vender” que muitos profissionais de marketing falam, pois a onda do marketing de intromissão não funciona mais atualmente.

Hoje, para vender alguma coisa é preciso encantar as pessoas, e somente depois coloca-las diante de uma oferta irresistível.

6 – Gatilhos mentais

Sempre repare nas páginas de vendas que usar como estudo, onde estão os gatilhos mentais.

Eles normalmente estão em pontos estratégicos, e quem não faz parte do público acaba não se conectando, porque são usados apenas para despertar no público certo a vontade de comprar.

Alguns copywriters são tão bons em seu trabalho que até mesmo pessoas que não possuem necessidade do produto, acabam ficando com vontade de adquirir.

Estude os gatilhos mentais mais usados nos artigos de venda/conversão, e use corretamente nos seus textos.

7 – Prova social

Procure sempre promover produtos que possuam prova social, os famosos depoimentos de quem usou e está falando bem dos resultados.

Esse tipo de depoimento ajuda a mostrar para outras pessoas que o produto realmente cumpre com o que promete e desperta o desejo de ter o mesmo resultado.

Exalte sempre esses depoimentos em seu texto, pois eles ajudarão como escrever melhor e convencer o público da qualidade do produto.

8 – Agregue valor ao produto

Sempre que se deparar com um produto que tem muitas características distintas, por exemplo os cursos de marketing digital, procure focar na transformação que a pessoa terá depois de fazer o curso.

Para fazer isso é importante focar na qualidade do produto e não na quantidade de aulas/páginas.

Outro ponto muito bom para mostrar nessa parte do texto é exaltar os bônus que a pessoa receberá se inscrevendo/comprando.

Em alguns casos os bônus podem mesmo ser até mais atrativos que o produto principal, e incentivam o público a comprar, principalmente se o valor for médio/baixo.

Caso o produto não tenha bônus (bem raro), você mesmo pode criar um bônus e entregar para quem comprar com seu link de afiliado.

9 – Quebre objeções

Outro ponto importantíssimo de aprender como escrever melhor um artigo de vendas/conversão é conseguir quebrar as objeções do público quanto ao produto.

Às vezes as pessoas não tem dúvidas sobre o produto, mas ficam com medo de comprar online, ou precisam de uma garantia para sentir mais segurança.

Nas páginas de vendas, o local onde essas objeções são respondidas é no FAQ – Principais perguntas respondidas.

Dê uma boa lida nessas perguntas e eleja as mais importantes para colocar no seu texto e tranquilizar o público na hora de comprar.

10 – Chamadas para ação

Saber colocar as chamadas para ação (CTA) nos lugares certos do texto é primordial quando se quer aprender como escrever melhor esse tipo de artigo.

Muitos afiliados até fazem artigos de vendas bons, mas esquecem de criar essas chamadas para ação, deixando o público perdido, sem saber o que fazer depois de ler o texto.

Parece uma bobagem, mas muitas pessoas não sabem onde precisam clicar se você não mostrar abertamente.

Um bom artigo de vendas/conversão tem botões mostrando o que o público tem que fazer, assim a mensagem fica clara e bem à mostra.

Espero que esse artigo tenha ajudado você a entender a necessidade de aprender como escrever melhor um texto de vendas/conversão.

Atualmente, com o marketing de conteúdo sendo o carro chefe das estratégias de marketing, o público acaba ficando mais sabido e mais exigente.

Conhecer maneiras de fazer ofertas sem invadir o espaço das pessoas é o segredo para vender mais como afiliado todos os dias.

Se você ainda não criou seu negócio digital, recomendo que faça nosso curso gratuito, onde ensinamos como criar um negócio digital do zero.

E você? Já precisou escrever um artigo de vendas e não soube por onde começar? Conte sua experiência nos comentários!

Compartilhe agora mesmo:

Comece pelo nosso treinamento gratuito

Como Criar Um Negócio Online Do Absoluto Zero

Se você está a começar e não sabe nada, este curso vai ajudá-lo a criar bases para começar um negócio online.

Os seus dados estão seguros.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.